A Casa Fernando Pessoa, em parceria com as instituições escolares e com o apoio de entidades artísticas e de ação social, propõe a exploração de novos olhares sobre os bairros que acolhem as escolas, numa incursão pelas suas ruas e lugares tão frequentemente “invisíveis e distantes”.

No âmbito do 40.° aniversário do lançamento da primeira edição do Livro do Desassossego, os participantes são desafiados a registar as suas inquietações pessoais, a partir de observações criativas, orientadas para o espírito crítico e perceção sensorial. O plano individual dá lugar à partilha em grupo e, sempre que possível, num diálogo próximo com outras gerações, vivências e memórias.

Cruzando diferentes linguagens artísticas, e inspirados pelas deambulações de Bernardo Soares e do próprio Pessoa, o objetivo é aguçar a curiosidade pelo tangível, num exercício que promova também o questionamento, valorizar o património local e incentivar à descoberta de visões alternativas e/ou improváveis, materializadas na criação de um mapa coletivo a expor no bairro.

Este recurso dinâmico, em que as palavras e os desenhos inquietantes podem assumir a forma de podcast, curta-metragem, composição musical, performance, entre outros, deve ser também um convite à participação ativa da comunidade que, de forma lúdica, contribui com o seu desassossego.

O projeto Caminhos Improváveis está aberto a todas as escolas do ensino Secundário, mediante disponibilidade, desde que as propostas sejam enviadas entre setembro e outubro de 2022.

Casa Fernando Pessoa

Requer marcação prévia
Nível de Ensino
Secundário
Duração
Uma sessão de três em três semanas no âmbito do trabalho curricular
Data
Outubro de 2022 a maio de 2023
Conceção
Mediadores SE Casa Fernando Pessoa
Realização
Mediadores SE Casa Fernando Pessoa