Imagem ilustrativa

Em Má Educação– Peça em 3 Rounds, o palco transforma-se num ringue de boxe. Joana Gama está ao piano e acompanha os combates como um árbitro neutro que vai dialogando com quem ali se enfrenta e também com a música gravada que se ouve (composta por Hélder Gonçalves). Em cena, um bailarino, um ator e uma criança – três gerações diferentes que entram em jogo e em diferentes tensões e disputas, num espelho daquilo que é a Educação e tudo o que em torno dela existe: a oposição entre professores e alunos, entre futuro e passado, entre aprendizagem e conhecimento. Um espetáculo de Inês Barahonae Miguel Fragata, com coreografia de Victor Hugo Pontes, onde o teatro e a dança se digladiam por uma ideia de utopia: uma construção revolucionária para o futuro, que nasceu de muitas perguntas – O que é a Educação? Como se educa? O que se educa? Educa-se para quê? Para onde? – e de uma fase de pesquisa junto de pessoas que habitam o espaço do ensino e que contribuem para a criação da sua atmosfera. Uma luta por um cataclismo.

Público-alvo: m/10

São Luiz Teatro Municipal

Requer marcação prévia
Nível de Ensino
2.º Ciclo, 3.º Ciclo, Ensino Profissional, Secundário
Duração
50'
Data
7, 8, 10 e 11 março de 2022, segunda, terça, quinta e sexta, às 14h30
Preço
3€ por aluno
Local
São Luiz Teatro Municipal - Sala Luis Miguel Cintra
Conceção
Inês Barahona e Miguel Fragata
Realização
Encenação: Miguel Fragata | Texto: Inês Barahona | Coreografia: Victor Hugo Pontes | Música: Hélder Gonçalves | Interpretação: Joana Gama, João Nunes Monteiro e bailarino a definir | Participação especial: Vitória Fragata
Outras Informações
A classificar pela CCE