Quatro retângulos brancos, em cima de um fundo laranja. Um deles tem escrito a a letra preta: mil-folhas

Há livros com “mil-folhas”, outros com 365 e outros mais leves, com poucas páginas. Lá dentro contam “mil-histórias” que desassossegam e interrogam e que, por vezes, são difíceis de compreender. Mas a verdade é que, cada livro – ou cada obra – traz consigo “mil-palavras” que nos ensinam sempre algo de novo.

Mil-folhas é um doce de inspiração francesa e uma planta com flores branquinhas que serve para compor ramos e, agora, é também um projeto que mistura “mil-artes”. O projeto Mil-folhas é feito de mão dada com um artista de teatro que vai levar alunos de todos os ciclos de ensino para dentro de uma obra que até agora parecia estar inacessível, fechada com “mil-cadeados”.

O LU.CA – Teatro Luís de Camões quer estar cada vez mais próximo dos alunos e professores das escolas da cidade de Lisboa e ajudar na formação destas crianças e jovens, funcionando como um recurso extra. Deste modo pretende-se, através da dramaturgia – mas não necessariamente só dela – criar uma relação ainda mais positiva com obras incluídas no currículo das várias disciplinas e que, igualmente, constam do Plano Nacional de Leitura.

O Mil-folhas divide-se e direciona-se para cada ciclo de ensino: 1º, 2º, 3º ciclos e Secundário. Tem, por isso, uma oferta específica e direcionada para as idades dos respetivos alunos e uma metodologia ajustada a cada fase de desenvolvimento.

Além do conhecimento literário, espera-se explorar os benefícios de assistir a propostas de expressão dramática – aprender a problematizar o mundo, melhor comunicar e sociabilizar – fomentando o desenvolvimento social, intelectual e cultural dos alunos que os permite depois atuar efetivamente no mundo, opinando, criticando ou sugerindo soluções com mais capacidade.

Sob diferentes formatos artísticos e não artísticos – como discussões, leituras, pequenas encenações, oficinas ou conferências – durante 1h a 1h30 serão exploradas as intenções, motivações e mensagens de cada obra, acrescentando ao ensino corrente.

O projeto decorre exclusivamente dentro da escola, numa sala de aula ou ginásio, dependendo de cada nível de ensino e condições de cada espaço e dirige-se a uma ou duas turmas por sessão.

As sessões estão disponíveis de novembro de 2021 a maio 2022, com marcação prévia e horário de manhã e de tarde a articular entre as partes. A equipa que se desloca às escolas contempla uma ou duas pessoas, artista e produtor, dependendo das medidas sanitárias adotadas pela escola. As reservas são feitas com a antecipação de 15 dias (no mínimo) e dependem do calendário das marcações já existentes.

O projeto Mil-folhas arranca na temporada 2021/2022 com três propostas, nomeadamente “Contos Gregos”, a partir da obra de António Sérgio e dirigido aos alunos do 2.º ciclo, “Amor de Perdição”, baseado na obra clássica de Camilo Castelo Branco e dirigido aos alunos do secundário, e “Aventuras de João Sem Medo”, que tem como ponto de partida o livro de José Gomes Ferreiro e como público alvo os alunos do 3.º ciclo.

LU.CA – Teatro Luís de Camões

Requer marcação prévia
Nível de Ensino
1.º Ciclo, 2.º Ciclo, 3.º Ciclo, Ensino Profissional, Secundário
Duração
1h a 1h30
Data
Novembro de 2021 a maio de 2022
Preço
1,50€
Local
Escolas do concelho de Lisboa