Do francês Renaud Herbin, é uma performance de ótica com uma marioneta de fios que se move pelo espaço interestelar, e onde experienciamos um mundo ao contrário, em que o topo se torna a base, e o minúsculo se transforma em algo infinitamente grande.

Conceção Renaud Herbin
Interpretação Bruno Amnar 
Marioneta Hélène Barreau 
Música Sir Alice 

São Luiz Teatro Municipal

Requer marcação prévia
Nível de Ensino
1.º Ciclo, 2.º Ciclo
Duração
45'
Data
17 e 18 de maio às 10h30 e às 14h30
Número de Participantes
Máximo de 30 alunos por sessão
Local
Sala Mário Viegas
Outras Informações
Público-alvo: +8