Nota dobrada em formato de porquinho mealheiro

Este espetáculo está integrado no Ciclo Dinheiro

A mala voadora gosta de imagens, gosta de objetos que veiculam imagens, de coleções desses objetos, e dos processos de classificação que, mais objetivos ou mais sentimentais, são usados para ordenar coleções. Coleções de selos, por exemplo.

Também gostamos de deslocar para o teatro esse tipo de material (que o jargão da arte contemporânea inscreve no âmbito do “arquivo”) por ele ser tão ficcional – pelas imagens que contém e pela história das próprias coleções – e, ao mesmo tempo, tão estranho à tradição do teatro. As imagens são bidimensionais e costumam ter um modo de existir que é permanente; estão ali, paradas. O teatro não. E o teatro pode transformar-se para que sejam essas imagens colecionáveis os seus protagonistas. Foi isso que fizemos em 2005, em philatélie, com uma coleção de selos, e é isso que vamos voltar a fazer agora com notas. Vamos manuseá-las sobre uma mesa, analisá-las, combiná-las de maneiras diferentes e mostrá-las em tempo real e ampliadas para grande formato, desta vez cheias de brilho, num écran led. A história do mundo em pequenos pedaços de papel.

Direção Jorge Andrade
Interpretação a definir
Cenografia José Capela, com edição de imagem de António MV
Figurinos José Capela
Luz João Fonte e Jorge Andrade

LU.CA – Teatro Luís de Camões

Requer marcação prévia
Nível de Ensino
1.º Ciclo
Duração
40'
Data
Escolas: 4, 8, 9, 10 e 11 de novembro às 10h30
Preço
€3 por aluno | Escolas TEIP: €1 por aluno. Acompanhantes isentos
Outras Informações
A classificar pela CCE